23/11/2018 12h02

Procon-ES divulga monitoramento de preços da Black Friday

Durante 30 dias, o Procon-ES monitorou os preços dos produtos mais desejados pelos consumidores, nas principais lojas participantes da Black Friday Brasil, marcada para acontecer nesta sexta-feira (23). O objetivo é evitar fraudes e proteger o consumidor neste período de grandes promoções.

No período de 22 de outubro até 23 de novembro, os fiscais do Instituto visitaram diariamente os sites das lojas Americanas, Extra, Magazine Luiza, Submarino, Casas Bahia, Ponto Frio, Shoptime e Carrefour e registraram os preços à vista e à prazo de alguns dos produtos mais requisitados como lavadora de roupas Brastemp 11kg; lavadora de roupas Electrolux 13kg; micro-ondas Consul 20l; micro-ondas Brastemp 32l; notebook Dell; notebook Lenovo; refrigerador Brastemp; Iphone 8; Moto G6 Motorola; Samsung Galaxy J7 e Smart TV Led 32” das marcas LG, Panasonic, Philco e Samsung, para acompanhar a variação dos preços ofertados.

Durante o monitoramento, foram constatadas oscilações nos preços dos produtos em algumas lojas, demonstrando que a pesquisa de preços e acompanhamento de mercado é a melhor saída para quem quer economizar.

Alguns dos itens pesquisados entraram para a promoção do Black Friday, em algumas lojas. A lavadora de roupas 13kg Electrolux, por exemplo, teve uma redução de 4,72% na Americanas.Com. Na última quinta-feira (22), o produto estava custando R$ 1.448,20 e nesta sexta-feira (23), o mesmo produto está sendo ofertado por R$ 1.379,90.

A mesma lavadora Electrolux teve uma redução de 18,68% na Magazine Luiza. O produto está sendo ofertado por R$ 1.199,00 nesta sexta-feira de descontos.

Embora não faça parte da Black Friday, verificamos uma redução de 30,20% no preço da Smart TV Led LG no site Extra.Com. Na última quinta-feira (22), o produto estava custando R$ 1.459,90 e nesta sexta-feira (23), o mesmo produto está sendo ofertado por R$ 1.019,00.

A diretora-presidente do Procon-ES, Denize Izaita Pinto, disse que os consumidores possuem uma expectativa muito grande em relação à Black Friday e a maquiagem de preços e a oferta enganosa são queixas constantes durante a campanha. Por isso, o Procon-ES acompanhou os preços comercializados com o intuito de constatar a prática e alertar o consumidor sobre a ilegalidade.

Essa “maquiagem” ocorre quando há aumento prévio dos preços dos produtos no período que antecede o dia do evento e a apresentação de falsos descontos no próprio dia.

“A partir desse levantamento, vamos analisar os dados com cautela para verificar se as empresas promoveram a maquiagem de preços dos produtos”, informou.

A diretora ressaltou ainda que os consumidores precisam ficar atentos, pois nem todos os itens à venda nos sites credenciados participam da promoção. “É preciso que os produtos com desconto estejam destacados e claramente identificados por meio do selo Black Friday”, disse Izaita.

A principal dica para quem quer aproveitar as promoções é estar vigilante sobre os valores, porque nem sempre uma oferta anunciada como promoção, apresenta de fato a redução no preço.

As denúncias poderão ser feitas pessoalmente na sede do Procon, pelo telefone 151 ou pelo Atendimento Eletrônico, disponível no site www.procon.es.gov.br.

 

Dicas para comprar com segurança

 

- Uma fraude muito comum no universo de quem é adepto das compras virtuais está relacionada à clonagem de sites, idênticos aos das lojas oficiais. Os fraudadores capturam os dados do cartão de crédito, números dos documentos e senhas do consumidor no momento em que pensa estar realizando a sua compra. Uma dica é pesquisar as lojas credenciadas no site www.blackfriday.com.br e observar o nome e endereço do site, no link que aparece na barra do navegador. Ele pode ser parecido, mas não é igual ao da loja oficial. Desconfie de boleto bancário como única forma de pagamento para evitar as ciladas virtuais.

- O consumidor que vai participar pela primeira vez da Black Friday precisa saber que nem todos os produtos à venda nos sites credenciados participam da promoção. Sendo assim, é preciso que os produtos com desconto estejam destacados e claramente identificados por meio do selo “Black Friday”.

- Algumas lojas se apropriam do evento para promover descontos e alavancar as vendas. Por essa razão, para comprar com segurança, busque referências sobre o site. Pesquise se existem muitas reclamações sobre a empresa nos órgãos de defesa do consumidor e/ou em sites de reclamações na internet.

- Instale no seu computador pessoal programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados.

- Não faça as transações em computadores de uso público, garantindo a segurança dos seus dados pessoais e do cartão de crédito.

- Antes da compra, observe os procedimentos e recursos adotados para garantir a segurança da transação. A política de privacidade adotada pelo fornecedor deve ser clara e explícita, assegurando que os dados pessoais e de consumo não sejam divulgados sem o consentimento expresso do consumidor.

- Procure no site a identificação da loja (razão social, CNPJ, endereço, e-mail e telefone fixo). Caso ocorra algum problema, localizar a empresa será fundamental para a solução. Se o fornecedor não possuir essas informações, escolha outro e denuncie, pois a disponibilização dessas informações é obrigatória.

- Desconfie dos sites que possuem como única forma de pagamento o depósito em conta corrente ou boleto bancário.

- Procure informações sobre características, preços, valores de fretes, despesas adicionais, prazo de entrega ou execução, condições e formas de pagamento, antes de se decidir pela compra. Essas informações devem constar obrigatoriamente na página.

- Os sites devem deixar claros os meios adequados para que o consumidor exerça o direito de "arrependimento de compra", que é o cancelamento no prazo de até sete dias.

- Ao confirmar a contratação, imprima ou guarde sob a forma eletrônica todos os documentos que atestem a relação comercial, como número da compra, confirmação do pedido, comprovante de pagamento, contrato ou anúncios;

- Exija a nota/cupom fiscal da mercadoria e guarde.

- A qualquer sinal de irregularidade, entre em contato com o fornecedor para registrar a ocorrência e tentar resolver o problema. Guarde os números de protocolo e os e-mails trocados com o fornecedor como garantia.

 

Confira aqui o monitoramento dos preços da Black Friday da Smart TV   Refrigerador  Notebook   Micro-ondas   Lavadora  Celulares   

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação do Procon-ES

Amanda Ribeiro

Tel.: (27) 3132-1840

imprensa@procon.es.gov.br

 

 

 

 

 

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard